31 de outubro de 2009

Livros livros são

Dizem que o bom livro é aquele que mexe com a gente. E ontem meu irmão foi me mostrar um livro incomum. Trata-se de Dois Palitos, do criativo Samir Mesquita. O livro acasula-se dentro de uma caixa de fósforos (de verdade) e contém, à maneira de palitos, 50 microcontos de, no máximo, 50 letras. Abri a caixinha. Deixei o livro cair em minha mão, virando-a de ponta cabeça. Abri-o em uma página qualquer e dei de cara com o seguinte microconto:

Taí assunto que Pedro não dominava: Pedro.

Pela forma, não há como negar que o livro de Samir mexe com qualquer um. O mesmo não posso afirmar sobre o conteúdo que, além de não ser extraordinário, mexe muito mais com os Pedros. Ao menos à primeira vista, em minha opinião.

4 comentários:

Victória disse...

Ignorou totalmente a amiga que ja havia lhe apresentado a referida obra....hunpf!

Voce pegou o microconto do Pedro? que destino!

Marco Antônio de Araújo Bueno disse...

Eu ganhei o "18:30" (livro-objeto do SAmir) das mãos do Marcelino Freire. Acho que, não raro, descuida-se de fundamento seminal de um Mc - a Narratividade. Em todo caso, há uns dois mil anos, houve um aficcionado por parábolas que escreveu algo parecido: "Pedro, tu és pedra(...)", depois mudou de assunto por razões bobejamente cnhecidas. Eu poderia escrever:"Pedro, tu és foda, no sentido em que a roqueira emprega essa palavra. Seria iconoclastia? Ah, mesmo antes dos Mcs, Aristóteles deve ter esbarrado numa experiência sililar a que você teve, ao acaso. E escreveu algo como "Conheça-te a ti mesmo". Daí , anos depois, veio Freud de desbussolou as naus egóicas. Para um "todo o sempre". E, se alguém lhe disser na rua um "Eu te conheço", não vacile, clame: "Ah é? Então me conta tudo!"
Desculpe, tentei me afinar com sua perplexidade. Ah, Finados...
Boa semana!

Anônimo disse...

Desculpe, Pedro: não é um comentário.
É um alô para você divulgar, e assinar, o manifesto em solidariedade ao Battisti. Haverá um ato, na terça, às 18h30, no Sindicato dos Jornalistas, SP, na rua Rego Freitas, 530. Centro.
Cármen.
caramelamendola@gmail.com

Anônimo disse...

Desculpe, Pedro. Não é um comentário.
É um alô para você divulgar, e assinar, o manifesto em solidariedade ao Battisti.
http://cesarelivre.org/node/151
Na terça, haverá um debate às 18h30no Sind. dos Jornalistas em SP, r. Rego Freitas, 530, Centro.
Cármen.
caramelamendola@gmail.com
sampa, 22.11.09. 21h53