24 de agosto de 2008

Estou na foto ao lado. Com a camiseta do Brasil, cinco estrelas e patrocínio, olhando pro nada. Talvez seja um ismo a esmo que, reparado nesse dia, tenha me inspirado a nomear o blog. Minha cara é de felicidade. Mas estejam certos: é uma felicidade fingida. E as sobrancelhas nos mostram isso. Ninguém verdadeiramente feliz ri com uma sobrancelha mais levantada que a outra. Conclui-se que eu estava surpreso e que meu riso veio somente por conveniência, já que estava em frente a uma câmera fotográfica. Conclui-se que eu, de fato, vi um ismo nesse dia e levei a mão ao queixo. Se o rosto não estivesse olhando o que estava a esmo e minha mão estivesse posicionada de modo diferente em meu queixo, seria um pensador. Perfeito! E teria ainda mais sentido eu abrir esse blog.
Aliás, o colega ao meu lado também sorri. Mas de verdade, feliz de verdade. Afinal, ele já está nessa faz tempo...

4 comentários:

Lívia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lívia disse...

hahaha.
vim aqui me certificar de que você vai adicionar meu blog no seus links. pede ajuda pro daniel, já que você tem alguma dificuldade com coisas tecnológicas. (podia muito bem ser você o colega de pedra aí da foto!). o que nao pode é não ter passagem pro meu, aqui do seu blog.
pronto, falei.
bem vindo!

Marco Antônio de Araújo Bueno disse...

Queria ter sido o primeiro a postar algum achismo; pioneirismo...Pensei: agora posto alguma coisa a esmo lá; esmola?
Nem pensar. Algo sobre o "TSF" -Transtorno de Sombracelhismo fotográfico, quadro clínico-sociológico com raízes no estruturalismo, em reação ao existencialismo e que influenciou o regionalismo brasileiro de Monteiro Lobato, que contribuiu arqueando duas sombrancelhas. O certo é que este nome de site é perfeito para quem ,com o tempo, esrará em condições de reformar, sem reformismo, muitas categorias teóricas na área das humanidades.
Parabéns P^p, a idéia é ótima, o visual é estimulante e já tenho um novo ícone na área de trabalho do meu WINDOWS/98-SE; saudosismo...
Abração

PS.: Cuidado com os "grampos" e o assédio intelectual da equipe do famoso "PQP". Eles são muitos, têm correspondentes internacionais,tecnologia de ponta, olheiros. Mas consta que o "cabeça" do "PQP" é uma construção jornalístico-literária sem existência concreta, mas que pode estar aí ao lado, enquanto você degusta seu pão-com-acúcar, em plena vigência do "nutricionismo". Ou sou eu quem cismo, a esmo; não há rima pra "esmo"! Sacanagem, antilirismo!
Marco Tocca

Marco Antônio de Araújo Bueno disse...

Em tempo, esmo rima com torresmo, que deve ser o apelido do cidadão romano de bonezinho ao seu lado,pensanto algo como "To be or not to beismo a esmo" . Ahá!
Marco Tocca